Vamos ponderar e colocar algumas questões na balança? O brasileiro tem enfrentado algumas dificuldades devido à alta excessiva do dólar. Mas diante dessa situação, que tal reverter o foco e avaliar possibilidades?

O valor do dólar influencia diretamente na nossa economia e nos valores dos produtos. Mas será que também afeta nos nossos investimentos? Vamos pensar de forma simples. Com o dólar em alta fica a dúvida: vale a pena investir? Vamos pensar juntos e falar de promoção na alta da moeda.

Num cenário nem tanto otimista, o preço do dólar impacta nos investimentos em promoção e divulgação de produtos e serviços para o exterior. No turismo não é diferente! Por esse lado, ficamos de mãos atadas, pois temos, como necessidade e compromisso comercial, promover tais produtos e marcar território junto aos operadores para fomentar o nosso negócio. Se não vamos, o concorrente vai e sairá ganhando nesta disputa comercial.

Mas vejamos por um lado positivo, com a supervalorização do dólar: as tarifas, sendo em dólares que cobramos no mercado internacional, também se fortalecem, ou seja, nossas diárias de hospedagem e serviços também têm um expressivo aumento na receita. Concordam? Sendo assim, podemos criar um caixa mais robusto com a sazonalidade  e a baixa movimentação nestes tempos em que, em especial a Argentina, tem diminuído as viagens externas por conta da instabilidade financeira que neste momento o país enfrenta. Mas não podemos ficar dependentes apenas de um mercado e nem mesmo deixar de promover o nosso produto naquele país. Especialistas financeiros sinalizam que esta “crise” econômica da Argentina já está diminuindo. A prova disso é a inflação que vem caindo de forma gradativa.

Desta forma, mais do que nunca, mesmo com as despesas de promoção e divulgação em alta, vemos a importância de continuarmos a promoção de nosso produto para o mercado sul-americano, por exemplo.

O Meeting Brasil 2019 é uma das promoções para ter como estratégia de divulgação. O evento se consolidou como uma atividade bem sucedida para a divulgação de destinos, hotéis, receptivos e atrativos turísticos. No evento, os participantes têm a oportunidade de vender e promover com exclusividade os produtos do turismo brasileiro nos países-sedes, em apenas um dia e para um grande número de profissionais interessados no mercado brasileiro e objetivados a fecharem negócios.

Em média, cada evento recebe 200 profissionais locais, o que provoca uma economia de tempo e investimento ao participante do Brasil, otimizando assim a realização de negócios.

Neste ano, o evento acontece em cinco destinos, sendo eles Montevidéu (29 de julho), Buenos Aires (31 de julho), Assunção (2 de agosto), Bogotá (5 de agosto) e Lima (7 de agosto). Saiba mais com a gente pelo jair@expanmais.com.br.

Vamos mudar o foco e aproveitar oportunidades ao turismo brasileiro?

Jair Pasquini